sexta-feira, 18 de novembro de 2011

O Poder da Prata Coloidal

10 perta pt


A Prata é um metal precioso, mas o mais precioso que a Prata tem é o Poder que exerce na nossa saúde. Os metais preciosos quando reduzidos ao nano tamanho coloidal (aglomerados de +- 100 átomos) são eficazes na prevenção e no combate de doenças que nos chagam e o que esses metais têm de precioso é isso, a prata no seu tamanho coloidal é um poderoso antibiótico, antivirótico e esterilizante natural.

Quem comercializa tem por trás estudos de universidades que confirmam a prata coloidal eficaz no combate a 650 tipos diferentes de doenças e infecções causadas por vírus, fungos, germes, bactérias e outros agentes, entre essas doenças e infecções estão: Acne, Artrite, Pé de Atleta, Infecções Bacterianas, Infecções da Bexiga, Envenenamento do Sangue, Queimaduras. Câncer, Cândida albicans, catarro, cicatrização, síndrome da fadiga crónica, conjuntivite, dermatoses, diabetes, diarreia, difteria, disenteria, infecções nas orelhas, eczema, gastrites, gonorreia, hemorróidas, herpes, gripe, irritações pele, desordens intestinais, lepra, lúpus, malária, meningites. Oftalmia, pneumonia, desordens da próstata, coceira anal. Piorreia, reumatismo, rinites, infecção por Salmonella, escarlatina, seborreia, septicemia, câncer de pele, queimaduras solares, sífilis, tétano, fendas nos pés, tuberculose, úlceras, verrugas e outras 600 e tal.

As mesmas fontes referem a prata coloidal eficaz no combate a células cancerígenas, produção de tecidos que ajudam a cicatrizar lesões, produção de células tronco. Uma pessoa se entusiasma quando pesquisa sobre a prata coloidal, existem relatos que confirmam o seu sucesso no combate a doenças como a AIDS e vários tipos de cancro.

Como atuam os coloides? O nano tamanho coloidal da prata tem a capacidade de atravessar membranas celulares, no caso em questão o coloide de prata atravessa e corta o oxigénio aos vírus e bactérias unicelulares eliminando-os por asfixia de forma definitiva sem efeitos colaterais no nosso corpo, ao contrário dos antibióticos químicos onde os vírus e bactérias voltam mais fortes além de que com o tempo revelam provocar efeitos indesejados em outros órgãos.

Este post não foi criado apenas para falar dos muitos benefícios da prata coloidal na saúde, por ser fácil de produzir está ao teu alcance e de qualquer um que não tenha medo de experimentar, por isso vou contar a minha experiencia na sua produção e consumo:

Depois de ter atingido o precioso desses metais (Au e Ag, o precioso é que de tamanhos coloidais para baixo são fundamentais a uma boa saúde) atingi também que não eram difíceis de produzir. A prata coloidal é feita através da eletrólise em água destilada, se não sabes eletrólise é um processo que separa os elementos químicos de um composto através do uso da electricidade, no caso da prata coloidal para produzi-la bastam dois palitos de prata pura ligados a cerca de 30 volts (3 ou 4 pilhas de 9 volts encaixadas entre si, vê na figura) e um copo com agua destilada ou desmineralizada. Os dois palitos de prata são ligados às pilhas (um palito no positivo e o outro no negativo), na água é onde se vai dar a ionização ou separação das partículas coloidais e depois do processo a essa água chamamos de solução mãe de prata coloidal, estás aí?! Então vamos aprofundar e produzir alguma coisa de especial..

Material necessário para produzir prata coloidal (iniciação):

2 palitos ou elétrodos (1 a 2mm X 8 a 10cm) de prata pura (99.9%)

3 pilhas 9 volts (daquelas retangulares)

1 copo para 30cl (se possível com tampa, para fazer dois buraquinhos por onde irão entrar os palitos)

Agua destilada ou desmineralizada (pode ser dos carros ((prefiro)), ferros de engomar, agua da chuva)

2 fios condutores com 4 jacarés um em cada ponta (para ligar do negativo das pilhas a um dos palitos e do positivo das pilhas ao outro palito, pode ser qualquer fio condutor, com uns 30cm vezes 2)

Passo a passo: Ligam-se as pilhas em serie encaixando o negativo (-) da primeira no positivo (+) da segunda pilha, o negativo da segunda encaixa no positivo da terceira, com isto temos as 3 pilhas encaixadas em serie sobrando apenas o positivo da primeira pilha e o negativo da terceira, enquanto isso, depois de passar os palitos e o copo por agua destilada para retirar impurezas enchemos o copo com agua destilada e tapamos com a tampa (ou qualquer coisa que faça de tampa), nos dois buraquinhos que fizemos previamente na tampa (separados por 2.5cm) vamos colocar um palito de prata em cada um dos buracos ficando uns 4 ou 5cm submerso na agua destilada, em seguida vamos ter de ligar os palitos de prata às pilhas para isso usamos os dois fios condutores que temos e usamos um jacaré para agarrar cada palito (x2) e os outros dois jacarés agarram no positivo da primeira pilha e no negativo da ultima, o circuito está agora ligado..

Durante a eletrólise: Os palitos e os jacarés não podem tocar um no outro. Vamos poder observar que o palito de prata ligado ao pólo positivo da pilha solta um género de fumo dentro da água destilada, esse fumo contém as partículas coloidais de prata, o palito com pólo negativo por sua vez oxida e solta dentro de agua umas bolinhas. É importante ir variando os pólos negativo e positivo dos palitos para não desmagnetizar. É igualmente importante abanar ligeiramente o copo de 5 em 5m ou arranjar algum artifício que o faça; tudo para evitar que o palito negativo oxide demais e solte partículas maiores, se soltar não é grave, no fim filtramos tudo.

Qual a duração do processo? O ideal é ter um aparelho medidor de partículas por milhão (ppm) e aí o ideal é parar o processo quando a solução mãe variar entre os 5ppm e os 50ppm, se não houver medidor vamos descobrindo vivendo ali o presente com o processo da eletrolise, dica: se o pólo positivo soltar um fumo amarelo muito intenso diria que 20m chegam e se soltar fumo branco ou amarelo pouco intenso diria que 1h chega, podemos também acrescentar uma quarta pilha, em todo o caso só experimentando vamos evoluir e melhorar a qualidade da nossa própria prata coloidal.

Depois da eletrolise concluída precisas de mais algum material fácil de obter com o fim de armazenar:

1 Filtro de papel para café (ou guardanapo ou lenço de papel)

1 ou mais garrafas de vidro cor castanha com tampa para armazenar a prata coloidal produzida (podem ser de cerveja desde que bem lavadas só com agua e por fim passadas por agua destilada para retirar impurezas), mais uma tampa para fechar a garrafa.

1 Funil em que o lado pequeno caiba na garrafa (também lavado só com agua e passado por agua destilada)

Processo armazenamento é simples: coloca o filtro no funil e o funil na garrafa, em seguida enche a garrafa castanha de vidro (previamente lavada e sem cheiro), tapa a garrafa et voilá! Prata Coloidal armazenada, se a curiosidade for muita podes logo dar um golinho, só naquela e sente o sabor ligeiramente metálico da solução, conserva em local escuro com temperatura ambiente.

E agora? Agora temos uma garrafa de prata coloidal pronta a ser consumida, podemos consumir de várias formas, seja via oral para chegar ao sangue (aí aconselho apenas uma colher de sopa por dia e estar atento aos efeitos ou à falta deles, com o tempo pode se subir para duas ou mais colheres, depende da consciência de cada um sabendo o que está a fazer; sentindo e interagindo com os efeitos que poderão não ser imediatos), via externa (feridas, queimaduras, cicatrização, unhas, gargarejos bucais, pulverização sobre área afetada, pé de atleta e outros problemas na pele, requer um borrifador), como desinfetante esterilizador (borrifar roupa, sapatos, almofadas, borrifar frigorifico, desinfetar sanitas e tudo mais), as plantas ficam mais fortes, nos animais (1/4 de prata coloidal por cada ¾ de agua normal) e muitas outras aplicações.

Efeitos na primeira pessoa: provei a mim mesmo que podia ter prata coloidal no sangue e que não me iria fazer mal, depois de produzir a primeira vez não hesitei em dar um gole na garrafa, dei também ao meu gato, o Tomm, ¼ da água que bebe é prata coloidal. Durante um mês tomei três colheres por dia, sem medo e consciente para os efeitos, o efeito maior que senti foi que me purificou o sangue e devido a isso baixou o meu nível de colesterol que estava acima de 220 e desceu para 160 e também por purificar o sangue melhorou a circulação sanguínea e consequentemente passei a respirar melhor e com mais resistência ao esforço, o mesmo esforço e menos cansaço, nos dias de frio sinto uma capa e já aconteceu estar rodeado de pessoas com camisolas e com frio a perguntarem-me como não tinha frio só de t-shirt, antes eu era um deles J, para mim isto é igual a defesas em alta. O gato Tomm apareceu mais enérgico e emotivo, larga menos pelos, eu coloquei dois recipientes com agua para ele beber, um com agua da torneira normal e o outro acrescentando ¼ de prata coloidal na agua e o gato Tomm preferiu com prata, até sinto que o gato me agradece todos os dias. Hoje em dia continuo a produzir e tomo todos os dias uma colherzinha, é já um hábito.

Contra indicações: pelo que pude compreender na investigação da prata coloidal somente as pessoas alérgicas à prata não devem ingeri-la, houveram também alguns poucos casos em que o uso interno excessivo prejudicou a flora intestinal durante um dia ou dois.

Qualidade: Não existe ainda um padrão de qualidade, porém existem técnicas mais avançadas para obter os melhores coloides, os melhores coloides são os mais pequenos, quanto mais pequenos forem melhor, para os tornar mais pequenos é preciso ter algumas noções básicas de eletricidade. Se aumentarmos a voltagem os coloides ficam maiores mas colocando uma resistência ficam mais pequenos depois é jogar com isso.

Dosagem: ao principio terá de ser na óptica e consciência do utilizador, aconselhável começar com pouco (1 colher), sentir os efeitos e aumentar se necessário. Pode ser tomado para prevenir ou até para atuar junto com medicamentos farmacêuticos, não esqueças que bebes uma solução de prata pura.

Cor da solução: Amarelada, pode no entanto ficar transparente e ir amarelando nos próximos dias.

Sabor: metálico ligeiro, poderás reconhecê-lo de outras vidas.

Efeitos: os efeitos podem variar de pessoa para pessoa, os efeitos que escrevi na primeira pessoa podem não ser os efeitos que se darão em ti, mas também podem ser. Existem pessoas que dizem que não lhes faz efeito nenhum, se calhar essas pessoas não precisam de prata coloidal.

Se é assim tão bom porque é que não aparece na televisão a falar disso? A indústria fArmAcêuticA não permite a sua inserção, já viste se cada cidadão produzisse a sua prata coloidal e nunca andar doente nem precisar de medicamentos deles? A indústria nunca poderia monopolizar nem tirar lucro pois qualquer cidadão com dois palitos de prata pura consegue fazê-lo. Para o topo da pirâmide então é uma ameaça pois a industria farmacêutica gera uma grande percentagem na divida publica dos países..

Nos vídeos que seguem mostram como é simples fazer um copo de prata coloidal com poucas ppm e pronto a tomar:

Vídeo prata coloidal em apenas 3m


Outro vídeo


Outros vídeos

Pesquisa prata coloidal


Abraço

13 comentários:

  1. A prata não deixa de ser um metal pesado. Quais serão as consequências reais?

    Será interessante fazer uma pesquisa acerca das "aguas milagrosas", o seu conteúdo de hidrogénio em excesso e as acções no organismo.

    Serão um bom purificador?

    ResponderEliminar
  2. Boa tarde, achei este post extremamente interessante.
    Sobre as indústrias farmacêuticas, nem vale a pena perder tempo a falar do que todos sabemos; agora relativamente à prata coloidal e ao ouro, em que fontes/informações se baseiam para afirmar os vários benefícios para a saúde supracitados?
    Na realidade, a prata é um metal "pesado", como afirmou o "anónimo". Acredito que que existem diversas formas de recuperar todos os níveis de saúde, mas ao longo da existência os poderosos, foram sempre escondendo da população, esses "milagres".
    Irei pesquisar mais acerca deste assunto, de mente aberta e se possível, gostaria que colocassem mais informações acerca da Vossa saúde anterior e posterior ao uso deste metal.

    Por último, encontrei hoje o Vosso site e serei um acompanhante assíduo, já que tenho curiosidade pelos assuntos abordados.

    Saudações!

    ResponderEliminar
  3. E os casos em que as pessoas ficaram pratas ou azuladas ? Foram por causa da prata em excesso ?

    ResponderEliminar
  4. AS PESSOAS QUE FICARAM AZULADAS..FOI PORQUE TOMARAM TUDO MENOS PRATA COLOIDAL...SO PODEM TER TOMADO NITRATO DE PRATA OU SAIS DE PRATA..

    ResponderEliminar
  5. JA TOMO PRATA COLOIDAL HÁ 7 ANOS E NUNCA FIQUEI AZUL..E NUNCA MAIS TIVE GRIPES OU OUTROS TIPOS DE PROBLEMAS DE SAÚDE...

    ResponderEliminar
  6. Boas, onde posso comprar em Portugal, sei no Brazil e alemanha.

    ResponderEliminar
  7. tambem gostaria de saber em que sitios poderei comprar este produto em Portugal, expecificamente em lisboa.

    ResponderEliminar
  8. Pelo que pesquisei a marca Mesosilver americana é a melhor. Podes comprar on line no e bay e custa cerca
    de 60 euros por 500 ml.
    Abraço

    ResponderEliminar
  9. gostaria que me informassem a melhor forma de tomar a prata coloidal e a quantidade diaria, uma vez que já há pessoas a tomar algum tempo. Obrigado

    ResponderEliminar
  10. Olá gostaria de saber quais as referências utilizadas nesta página. Gostei do conteúdo, porém para utilizá-lo preciso de referência. Aguardo retorno

    ResponderEliminar
  11. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar